terça-feira, 14 de outubro de 2008

Amizade x Profissionalismo

Eu confesso que prefiro a primeira, sem querer desmerecer a segunda.
Achei interessante o que minha professora de inglês disse na aula passada (interessante mesmo, veio até parar no bestfromthelife), apesar de ter sido em um tom um pouco arrogante, eu entendi perfeitamente o que ela quis dizer com aquela frase tão sábia que parecia tão inútil: "Vocês confundem muito amizade com profissionalismo".
Na hora eu nem me importei, amizade é isso, profissionalismo é aquilo, e eu sei perfeitamente os distintos significados dos mesmos.
Mais tarde, traduzindo as simpáticas palavras da mais simpática ainda "língua mundial", parei para refletir sobre aquilo.
Amizade e profissionalismo podem andar juntos? Podem, é claro que podem, basta saber usá-los, na medida e momento certo.
Certo dia, ao passar um simples papelzinho dobrado com algumas respostas de uma prova para a minha amiga, concluí que sim, a amizade pode afetar o profissionalismo se andarem juntos demais. E o pior: afeta tanto um lado, quanto o outro. Me prejudiquei sendo a remetente do bilhete "colante", já que nem me restou tempo para revisar a prova. Minha amiga se prejudicou mais ainda (obviamente), sendo que as consequências só virão mais pra frente (e nem tão pra frente assim).
Ou você é um profissional, ou você não é; se está no caminho para ser como tal, não deixe nada e nem ninguém prejudicar seu sucesso. E infelizmente, suas amizades se incluem nesse "ninguém".
Sorte nossa. Vivemos em um mundo onde não somos obrigados a sermos profissionais a toda hora. Na hora do profissionalismo, mostre sua capacidade. Mas calma, use e abuse bem mais das amizades, aliás, infeliz aquele profissional que não as tem, e infeliz não é capaz de fazer nada que seje perfeito, acredite.

2 comentários:

Camilla disse...

Taí, nunca tinha parado pra pensar nisso também.

Beijos

Thiago Alex disse...

É... existe sim um muro bem baixo, mas que deve ser respeitado, separando as duas coisas. Não pule-o.