sábado, 9 de agosto de 2008

É só impressão


É, esses dias fizeram questão de me perguntar como eu conseguia escrever tão bem. Na hora eu respondi que não escrevia bem coisa nenhuma, - é só impressão, imagina - . Só lhes digo uma coisa: de que adianta escrever bonito sem inspiração? Para quê criar um blog e postar nele de vez em quando? Pra que apontar o lápis sem ter o que escrever?

É meu caro, no mundo das letras, vence aquele que mais sabe colocar no papel (ou na tela do computador) o que se passa dentro dele. Às vezes você vai sentir que não há palavras capazes de definir, e é exatamente nessas horas que você vai aprender a usar as palavras existentes da melhor maneira possível, porque na hora da compreensão do texto, depende mais de quem está lendo, do que quem escreveu. Não se preocupe em usar palavras difíceis (tanto é que, apesar de terem um ar de mais seriedade, são as mais difíceis de serem entendendidas), nem em querer escrever melhor que os outros, apenas tente passar para eles o que quer. Ensine, demonstre, desabafe, chore, ria ao escrever, reescreva. Desligue o som, saia do msn. Tente passar o que seja, felicidade ou até mesmo um pouco da sua tristeza, da melhor forma possível. Se não souber usar as palavras do nosso vocabulário, invente outro, faça em inglês, alemão, grego. Se não tiver criatividade, olhe para o lado, para a frente, do outro lado da rua, dentro do seu coração, da cabeça, em qualquer lugar, e você vai ver milhões de assuntos e histórias para comentar, falar, falar e por fim, escrever. Não se preocupe se demorar para achar, logo você acorda e escreve sobre seu sonho. Dizem que esse negócio de escrever bem é dom, eu descordo. E se for mesmo, a humanidade toda o tem. Só precisam desligar o som, olhar para o lado, pra frente, do outro lado da rua...

13 comentários:

Camilla disse...

Olha, eu realmente gostei do jeito que você escreve...
E eu também acho, concordo contigo!! Quando me perguntam como eu faço pra escrever tão bem eu não tenho o que responder, acho que vem lá do fundo. Digo que é o meu dom, tem gente que nasceu pra ser médico. Eu nasci pra escrever!!

Amei teu cantinho, vou linkar =)

Beijos*

Mineirícia disse...

eu sempre gostei de escrever. além do meu blog, tenho uma coleção de agendas com desabafos, pequenos poemas, coisas que dá na telha de colocar no papel...

é meu escape sabe? tem gente que quando está triste chora, se desespera, quebra as coisas, grita e sai brigando..eu não, eu escrevo! pra mim funciona super bem, é incrível como me alivia, como me sinto mais leve!

um super beijo! :)

Paradoxos disse...

este texto está muito bem escrito, entao tu escreves bem!!

como pode alguém escrever bem que não sabe escrever bem?

tu escreves sim!!

beijo

biik disse...

ééh, eu tbem acho esse negocio de saber escrever bem, uma coisa voluvel...
eu mesma prefiro ler os textos mais simples, qe fica mais marcado o sentimento do autor do qe o desejo de qerer escrever bem...
fiz meu blog, nem um pouco preocupada em qerer escrever bonito ! e to bem assim...
acho qe tao gostando ! :D

aah, volte sempre ! :D
http://bejomeliga.blogspot.com

Maldito disse...

Olhar pra dentro de si ajuda muito tambem!

Dany disse...

Concordo... pra escrever, é preciso de inspiração! Boa leitura, manejo com a escrita, ter prazer nisso também contam, mas inspiração é suficiente pra vc transmitir o que pensa e sente!
Gostei do seu blog. Vim agradecer a visita e espero que vc volte sempre!
Bjs

disse...

Assino embaixo floor!
ahhahaha

ESCREVEU BEM E MUITOOO BEM
e não tem nada de impressão hahahaha

*Lusinha* disse...

Acho que meus melhores textos vêem quando os escrevo de forma livre, escrevendo sobre o que penso, tentando transmitir o que quero.
Bjitos!

Camila disse...

Eu gostei da maneira como escreve e acho que faz isso divinamente1
=D

Camila Colossi disse...

gosteeei do seu jeitinhuu
meigo e realistaa ^^


;*

Carol Rosf disse...

eu nunca me interessei pela escrita não, mas de uns tempos pra cá, está sendo a minha terapia :)
gostei do blog
beijinhos ;*

Mary West disse...

Hehauaheuheueha! São perguntas cabiludas essas assim, a gente naum sabe mesmo oque falar nessas horas. Mesmo que os elogios venham aos montes, sempre escreveremos por prazer, pelo hábito mesmo, não existe técnica ou façanha nenhuma. É puro sentimento.

Thiago Alex disse...

Marcela, você escreve muito bem, sim x 10³!

PS: Não sei se você consideraria isto, mas você faz parte do meu BlogDay 2008. :)